Rádio Mix FM Porto Alegre comemora três anos com show de Tiago Iorc

A Rádio Mix FM Porto Alegre completou, na terça-feira, 20 de setembro, três anos de idade. Com sede na cidade de São Paulo, a rádio paulista substituiu a programação da Pop Rock em 2013, na frequência 107.1 FM.

Fernando Perdigão e Rodrigo Lúcio no Estúdio da Rádio Mix Imagem: Larissa Ferreira

Fernando Perdigão e Rodrigo Lúcio no Estúdio da Rádio Mix Imagem: Larissa Ferreira

Fernando Perdigão e Rodrigo Lúcio, há 11 e 14 anos, respectivamente, na rádio, passaram por esse período de transição e de mudança de perfil da Pop Rock para a Mix FM. Segundo eles, uma das principais preocupações do veículo quando chegou no Rio Grande do Sul, era se aproximar do público gaúcho. Uma prova disso é a data escolhida para a estreia da rádio: 20 de setembro, um dia festivo e importante para os gaúchos.

Perdigão comentou algumas das principais mudanças pelas quais a rádio teve de passar após o fim da Pop Rock e a chegada da Mix FM: “nós, enquanto Pop Rock, tínhamos um perfil de público muito diferente e, além disso, a programação da rádio também era distinta”, explicou. “A Pop Rock foi um case de muito sucesso, mas também foram muitos anos e por isso acaba ocorrendo um desgaste quase natural”, comentou Rodrigo sobre o fim da Pop Rock.

Segundo eles, o momento inicial da mudança de um veículo para o outro foi um pouco tenso, porque muitas pessoas que gostavam do perfil da Pop Rock, a princípio, não gostaram do estilo da Mix. Por outro lado, tivemos novos ouvintes curtindo a Mix. Perdigão enfatizou, ainda, a importância do nome do veículo: “na Pop Rock, as pessoas que gostavam de rock não ouviam a rádio porque acreditavam que ela tocava pop, e aquelas que gostavam de pop não ouviam por acreditarem que ela tocava apenas rock. A Mix, por sua vez, tem um nome amplo, que abrange diversos estilos musicais”, explicou ele.

Para Rodrigo Lúcio, porém, hoje, três anos após o início da rádio, o momento é bem diferente: “a rádio está consolidada na audiência, temos um público forte, estamos nas redes sociais. Hoje existe uma coisa, que na época da Pop Rock não existia, que é o fato da rádio ter fãs. Isso é muito importante. As pessoas deixam de ser somente ouvintes para se tornarem fãs. Elas se expressam postando mensagens nas redes sociais, de satisfação com a marca”, disse Rodrigo.

De acordo com Perdigão, o engajamento e a aproximação com o público se dá, principalmente, através das redes sociais. Lá, também, são postadas promoções, datas de shows e links para as notícias do site. Para comemorar os três anos de sucesso, a Mix FM organizou um show fechado com o artista Tiago Iorc no dia 14 de setembro. Para esse evento, não houve venda de ingressos. Participaram pessoas convidadas e sorteadas pela rádio através das redes sociais.

Fernando Perdigão e Rodrigo Lúcio afirmaram que o show foi ainda melhor do que eles esperavam: “o retorno foi muito maior do que imaginamos, acho que a escolha do artista ajudou, pois ele agrada a diferentes tipos de público. Tivemos, também, um número de participações e engajamento nas redes sociais que foi o dobro que já conseguimos aqui na rádio Mix”. Para completar as comemorações de aniversário, a Mix FM POA alcançou a sétima posição no ranking das rádios mais ouvidas no Estado, com mais de 38 mil ouvintes por minuto, posição de destaque no ibope das rádios.

Rodrigo explicou, ainda, como é pensada a programação da rádio que atrai tanto os jovens gaúchos: “a Mix Porto Alegre faz parte de uma rede, que é a Mix Brasil. Existe uma programação básica que a gente segue. Então, quando trouxemos a Mix para o Sul, fizemos um trabalho à ‘quatro mãos’. Ou seja, a maioria da programação diária é feita em São Paulo e tem a adaptação que fazemos para o público gaúcho, que entendemos ser um público diferenciado. Acrescentamos músicas locais e nos programas de esporte, focamos na dupla Grenal. Fazer a Mix dá muito mais trabalho do que fazer a Pop Rock, pois ela tem uma programação muito mais complexa”, completou Rodrigo.

Para o futuro da rádio, eles pensam em organizar o “Mix Festival”. Para isso, estão estudando questões de mercado e receptividade do público com festivais de música. Perdigão ainda enalteceu a importância da emissora estar localizada dentro de uma Universidade. Segundo ele, a Ulbra tem muito a ganhar com a Mix, e vice e versa, através dos estágios e da presença da rádio em vestibulares e eventos da Universidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s