Revista americana oferece bolsa para reportagem de jornalismo investigativo

Imagem: Reprodução

A revista americana Moment, fundada em 1975 pelo escritor ganhador do prêmio Nobel Elie Wiesel, abriu as inscrições para a Iniciativa Daniel Pearl de Jornalismo Investigativo.

A iniciativa foi lançada em 2010 para homenagear o repórter do Wall Street Journal, Daniel Pearl, assassinado por terroristas em 2002.

A revista busca jornalistas entre 22 e 38 anos de idade, que tenham interesse em produzir uma reportagem em profundidade sobre manifestações modernas de antissemitismo ou de qualquer outro preconceito arraigado.

Os selecionados receberão US$ 5 mil para produzirem a reportagem, além da mentoria e edição dos repórteres da Moment, que incluem Wolf Blitzer, Linda Feldman, Bill Kovach, entre outros.

A reportagem final será publicada na Moment e, potencialmente, em algum outro veículo de mídia.

Para mais informações, clique aqui.

Fonte: Portal Comunique-Se

Anúncios

“Eu não vou dizer Eu Te Amo”, filme produzido por alunos, tem indicação para prêmio da Associação Brasileira de Cinematografia

João Henrique Mattos, indicado ao Prêmio ABC de Cinematografia. Imagem: Divulgação

João Henrique Mattos, indicado ao Prêmio ABC de Cinematografia. Imagem: Divulgação

O longa metragem produzido por alunos da Ulbra, para o TCC do Curso Superior de Tecnologia em Produção Audiovisual, no primeiro semestre de 2015, “Eu não vou dizer Eu Te Amo”, tem ganhado cada vez mais destaque no mundo do cinema. Após ser exibido no Arraial Cine Fest, em Porto Seguro, Bahia; de ter sido selecionado para o programa Encontros com o Cinema Brasileiro, da Agência Nacional do Cinema (ANCINE); o filme foi indicado ao Prêmio Associação Brasileira de Cinematografia, ABC, na categoria de Melhor Direção de Fotografia para Filme Estudantil, pelo trabalho realizado pelo ex aluno da Ulbra, João Henrique Mattos, formado há apenas um mês.

O filme produzido por Augusto Bozzetti, Jeniffer Casagrande, Marcelo Morandini, Júlia Escobar, Sérgio Albeche e Rafael Barpp, foi o primeiro longa feito na Ulbra, e conta a história de um rapaz que, devido a traumas sofridos na infância, perdeu a capacidade de se relacionar e ser afetuoso com outras pessoas e, ao longo da história, tenta recuperar esse sentimento, com o auxílio de uma vizinha.

O filme não teve custo algum com atores, cenários e equipamentos, mas, ainda assim, a equipe teve algumas dificuldades na produção, como explica Augusto Bozzeti, o roteirista e diretor do longa: “a maior dificuldade foi, inicialmente, bolar um projeto que coubesse nas nossas limitações, sem ficar muito amador e de encaixar nos horários de todos para as gravações”.

Para a professora Gabriela Almeida, o filme “Eu não vou dizer Eu te Amo” está mudando uma realidade dos filmes universitários: “o cinema de baixo orçamento não é mais sinônimo de amadorismo, e o filme prova isso”.

O longa alcançou ainda outro grande feito: foi pré-selecionado e será exibido para um dos curadores do Festival de Cannes 2016. Após a exibição, os filmes passarão por uma avaliação da curadoria do festival, que acontece entre os dias 11 e 22 de maio, e a seleção oficial completa deve ser divulgada no mês de abril.

Ao ser indicado ao Prêmio Associação Brasileira de Cinematografia (ABC), João Henrique Mattos se mostrou surpreso, porém satisfeito com a repercussão do filme: “não imaginei que haveria espaço para um longa-metragem universitário de baixíssimo orçamento entre os filmes que são realizados no Brasil. Fico feliz agora que sei que estava errado”. Sobre sua indicação como melhor diretor de fotografia, Mattos afirmou que está muito feliz com o reconhecimento: “é tudo muito novo pra mim, esse foi meu primeiro trabalho como diretor de fotografia em um longa-metragem, então estou descobrindo muito e estou muito feliz com o resultado”.

Os vencedores do Prêmio ABC serão divulgados entre os dias 11 e 13 de maio, quando acontece a final da Semana ABC, promovido há 15 anos pela entidade, em parceria com a Cinemateca Brasileira.

Museu de Arte do Rio Grande do Sul realiza mostra sobre ditadura militar no Brasil

Imagem: Reprodução

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs), começa a exibir, nesta quinta-feira, às 19h, a exposição ‘Em tempo: Magliani e eu’.

A mostra apresenta 25 desenhos da artista gráfica Maria Lídia Magliani (1946-2012) e dois exemplares encadernados do Jornal Versus, publicação bimestral que começou a circular em 1975 e era organizado pelo jornalista gaúcho Marcos Faerman. A artista usou técnicas com nanquim sobre papel vegetal, colagem sobre papel vegetal e mista sobre papel vegetal.

A mostra inédita reúne ilustrações contestadoras da artista, guardadas durante 40 anos pelo colega de redação e amigo Omar Luiz de Barros Filho. A exposição pode ser visitada até o dia 15 de maio, de terças a domingos, das 10h às 19h, com entrada franca.

Visitas de grupos podem ser agendadas pelo e-mail educativo@margs.rs.gov.br.

Fonte: Coletiva.Net

Instagram abandona característica e permite vídeos maiores de 15 segundos

Imagem: Reprodução

O Instagram anunciou, nesta terça-feira, que passará a permitir vídeos maiores na timeline. Com a novidade, que começa a ser distribuída ainda nesta semana, todos os usuários podem compartilhar vídeos de até 1 minuto na plataforma. Até então, só era possível publicar produções de até 15 segundos na rede social.

O tempo gasto pelos usuários assistindo vídeos aumentou mais de 40% nos últimos seis meses, conforme informações do aplicativo, fato que justifica a ampliação do limite.

Os planos da companhia são investir no segmento, enquanto passa por uma polêmica envolvendo a mudança do feed dos usuários, que será gradualmente adaptado para exibir conteúdos a partir de algoritmos que definem a relevância das postagens. Com isso, a ordem cronológica de apresentação será deixada de lado.

Fonte: Portal Comunique-se

Jornais gaúchos estão entre os maiores do Brasil

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Três diários de Porto Alegre estão na lista dos 10 maiores jornais do País. Dados do ranking do Instituto Verificador de Comunicação (IVC) mostram que Zero Hora, Diário Gaúcho e Correio do Povo ocupam quarto, sexto e nono lugar respectivamente. No índice, ZH superou o Estadão e está atrás apenas de Folha de S.Paulo, O Globo e Super Notícia.

Segundo o ranking, o Diário Gaúcho, jornal de venda avulsa do Grupo RBS, é o segundo maior periódico popular do Brasil, atrás apenas de Super Notícia, de Minas Gerais. O Correio do Povo superou o carioca Meia Hora e ficou na nona posição.

Fonte: Coletiva.Net

Projeto Repórter do Futuro abre inscrições para módulo de cobertura criminal

Imagem: Reprodução

O Projeto Repórter do Futuro está com inscrições abertas até dia 14 de abril para a segunda edição do módulo “Direito de Defesa e Cobertura Criminal”. O curso será realizado nos meses de maio e junho com o objetivo de apresentar a estudantes de jornalismo conceitos básicos que fundamentam o sistema criminal brasileiro, destacando a importância do direito de defesa no processo penal.

Os encontros serão temáticos e cobrirão diferentes aspectos do sistema penitenciário brasileiro. A programação inclui temas como presunção de inocência e liberdade de expressão, delação premiada e meios de prova e a influência da mídia na Justiça.

Já foram confirmadas as participações de renomados profissionais que atuam na área de justiça criminal, como o perito Ricardo Molina, e os advogados Fábio Tofic Simantob, Marcelo Leonardo, Augusto de Arruda Botelho e Flavia Rahal. A coordenação pedagógica será realizada pelo jornalista Aldo Quiroga.

O projeto atende apenas 20 alunos por módulo, deste modo, haverá um processo seletivo realizado em duas etapas: uma on-line, em que os interessados preenchem um formulário manifestando interesse em participar, e uma presencial, o chamado Encontro de Seleção.

O Encontro de Confraternização e Seleção será realizado no sábado, 16 de abril, às 9h, no Auditório Vladimir Herzog do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, com a palestra inaugural “Making a Murderer” no Brasil: a revisão de erros judiciários no nosso sistema penal, proferida pelo perito Ricardo Molina e pelo advogado Fábio Tofic Simantob, vice-presidente do IDDD.

Em cada encontro os estudantes selecionados assistirão a uma palestra de cerca de 40 minutos com um convidado e participarão de entrevista coletiva. Ao final de cada encontro, deverão produzir uma pequena reportagem e serão orientados individualmente nesta produção.

As interessados podem se inscrever no site: http://www.obore.com