Jornalistas tem nova proposta salarial após rejeição no acordo coletivo

A sugestão apresentada pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul (SindJors) para o acordo coletivo deste ano foi rejeitada, em reunião na segunda-feira, 3 de agosto com presença dos representantes dos sindicatos das Empresas de Rádio e Televisão (Sindirádio) e as Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas (Sindijore). O sindicato da categoria pedia a reposição do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 8,76%, referente à data-base em 1º de julho e aumento real de 1,5% para o piso salarial na Capital e no Interior. A contra proposta feita pelas entidades patronais é um aumento de 9% para os pisos e o reajuste da inflação para as demais faixas salariais.

Conforme o SindiJors, também foi negado pelas empresas a concessão de benefícios como licença-maternidade de 180 dias e vale-cultura, em razão da crise econômica e alegando falta de lucro. O Sindicato propôs que o reajuste do piso salarial na capital seja feito com base na inflação acumulada no mês de julho, ou seja, 9,31%. Assim, o valor passaria dos atuais R$1.956,00 para R$2.138, e no interior de R$1.665,50 para R$1.847,00, o que representaria incremento de 10,8%. A proposta deve ser analisada pelas entidades patronais.

Fonte: Coletiva.net

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s