Curso sobre Juventude e Consumo no Multipalco

O curso “De Elvis a Miley Cyrus: comunicação, cultura, juventude e consumo” acontece a partir de 1º de abril, das 19h30 às 22h30, ministrado pelas jornalistas Bruna Paulin e FêCris Vasconcellos. O programa do curso foi pensando sobre os artistas, sobre canções e grupos populares, que ao longo do tempo interferiram na visão do jovem e na sua maneira de consumir. O projeto faz parte das Oficinas do Multipalco.

De acordo com a jornalista FêCris Vasconcellos, o gosto pela música, juntamente com o uso dos temas abordados em seus trabalhos acadêmicos no curso, oportunizou às jornalistas uma visão mais ampla sobre o jovem e o consumo. “A Bruna escreveu sua dissertação sobre os Beatles e os Rolling Stones, eu trabalhei em vários veículos focados no público jovem, além de também ser o tema de minha dissertação”, explicou. Segundo ela, é um curso para quem gosta de música, moda, fotografia, cinema, para quem quer aprender mais sobre comunicação, sobre construção de imagem, “sobre jovem que gosta de história, mas também quer entender o que está acontecendo hoje”.

O curso tem duração de quatro semanas e acontece todas às terças e quintas-feiras, até 24 de abril. As inscrições custam R$ 120,00 reais, com 10% de desconto para sócios da AATSP. Contatos (51) 3228-7842 ou oficinas@multipalco.com.br

fonte: Coletiva.net

TVE terá programação especial sobre os 50 Anos do Golpe Militar

Na próxima semana, o canal TV Cultura terá uma programação especial sobre os 50 anos do Golpe Militar, com filmes, entrevistas e documentários. Segue abaixo a programação:

Segunda-feira, dia 31, o programa Roda Viva irá entrevistar o ex-ministro Almino Afonso, que falará sobre o Golpe de Estado. Os entrevistadores serão: Marco Antonio Villa (historiador); Daniel Aarão Reis (professor de História da Universidade Federal Fluminense); Eliane Cantanhêde (jornalista e colunista da Folha de S.Paulo); Ricardo Kotscho (comentarista da Rede Record) e o cartunista Paulo Caruso.

Terça-feira, dia 1º de abril, o programa Provocações com Antônio Abujamra vai convidar o filho do ex-presidente João Goulart, deposto do governo em 64, João Vicente Goulart, irá falar sobre o pai e o fatídico ano de 1964, do exílio no Uruguai e do esforço que o Instituto João Goulart vem fazendo para apurar as condições em que Jango morreu.

Quarta-feira, dia 2 de abril, às 23h30, a TVE irá transmitir o documentário “Tempo de Resistência”, de André Ristum. Baseado no livro Tempo de Resistência de Leopoldo Paulino, revela a história deste período, que se estendeu por mais de 20 anos. A emissora afirma que se trata de um relato completo sobre o período da ditadura militar no país, visto e contado por quem viveu as consequências da repressão e do autoritarismo, como Aloysio Nunes, Franklin Martins, Leopoldo Paulino, Denize Crispim, entre outros militantes da época.

Quinta-feira, dia 3 de abril, será exibido o filme Cara ou Coroa, de Ugo Giorgetti. A história, que se passa em São Paulo em 71, mostra um diretor de teatro que é abordado por um integrante do Partido Comunista, que financia seu espetáculo. Após a exibição, na madrugada de sexta-feira, às 00h30, Sergio Mamberti, Marco Antônio Villa e José Alvaro Moisés vão debater o longa com o apresentador do Jornal da Cultura.

fonte: Portal Comunique-se

Rádio Gaúcha participa de curso sobre cobertura jornalística em áreas de conflitos

A Rádio Gaúcha participará do curso ‘Cobertura Jornalística em Ações de Segurança Pública’ voltado para jornalistas que atuam em áreas de conflitos. O evento acontece em Brasília, nos dias 28 e 29 de março, promovido pelo Ministério da Justiça.
O curso tem como objetivo promover a troca de informações entre profissionais da Comunicação e de Segurança Pública, de modo a assegurar o direito à informação e o livre acesso do jornalismo dentro de condições de segurança. O curso é ministrado pela Força Nacional, que também apresentará a preparação e atuação dos profissionais da segurança pública, dentro do contexto ‘movimentos sociais’.

Felipe Daroit foi indicado para representar a Rádio Gaúcha no evento, devido a sua participação ativa na cobertura das manifestações no Estado, que se espalharam pelo Brasil em junho passado. Ele atua na emissora desde 2006 como repórter de área de Mobilidade Urbana e editor no blog ‘ Repórter de Trânsito’ no portal ClicRBS.

fonte: Coletiva.net

Coordenador Deivison Campos participa de Seminário da Compós

O coordenador do curso de Comunicação Social-Jornalismo, Deivison Campos, participou do Seminário Compós (Associação Nacional dos Programas de Pós Graduação em Comunicação), realizado em Belo Horizonte, nos dias 26 e 27 de março. Grupos de comunicadores ligados a Compós formaram 20 grupos de trabalho para discutir temas propostos no Sesc Palladium. 

O evento reuniu 50 pesquisadores das regiões sudeste e nordeste.Foram três temas abordados, Percepção, Afeto e o Gosto. O coordenador Deivison escolheu o tema Afeto, assunto relevante de sua tese que será apresentada nesta sexta-feira 31.

O encontro anual acontece em Pará, e pesquisadores de todo o país enviam seus textos e 10 são selecionados.  

 

 

 

 

Deivison Campos, coordenador do curso de Comunicação Social – Jornalism

Portal dos Fundos e editora Abril fazem parceria em vídeos educativos

O grupo humorístico da internet Porta dos Fundos e a editoria Abril criaram uma série especial com quatro episódios de 15 minutos, o primeira tema abordado será a Aids. Os novos videos apoiarão a campanha Atitude Abril, da editora Abril, que criou uma seção sobre a doença no Brasil Post.

O grupo manterá o formato bem-humorado do Porta dos Fundos e tratará os temas com franqueza. Neste ano, o grupo também pretende criar vídeos sobre as Eleições e a Copa do Mundo.

Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=UF3keHoty9Y

fonte: com informações Meio e Mensagem

Sindicato dos Jornalistas reivindicam piso salarial

O Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul assinou nesta sexta-feira 28, o acordo referente ao período 2013/2014, que prevê o reajuste do INPC (6,95%), além de aumento real de 1% para o piso da capital e 2% para o interior. Com 65 cláusulas, o documento entregue pelo sindicato da categoria requer entre outros benefícios, a reposição da inflação para o período que, de acordo com a projeção do Dieese, deve ser de 5,17% e mais 6% de aumento real em todos os salários. O piso salarial proposto é de R$ 2,6 mil.  A expectativa é de que as negociações iniciem no começo de abril. Outras melhorias propostas estão: o fornecimento de vale-alimentação e refeição com um valor mínimo; a compensação salarial por trabalhos cedidos/vendidos/reproduzidos em outro veículo da mesma empresa; e a disponibilização de motorista quando necessário, assim evitando que o jornalista tenha que dirigir veículos da empresa. O texto da pauta foi fechado e aprovado em assembleia da categoria realizada no dia 22 deste mês.

Com Informações Jornalistas-RS